segunda-feira, 24 de maio de 2010

II Jornada SESC Alagoas de Literatura

2 comentários:

Karla Juliana Tolêdo disse...

Parabenizo a toda a Jornada SESC de Literatura. A toda organização, aos trabalhos desenvolvidos durante as oficinas, as lindas apresentações e encontros com autores tão maravilhosos. Só lamento, contudo, o pequeno número de participantes num evento tão grandioso, e que só voltará a acontecer no próximo ano. É impressionante a insensibilidade de grande parte dos Alagoanos em não prestigiar algo que é tão bom, tão rico!!
E então me pergunto: Onde estão os estudantes da UFAL e das dezenas de faculdades espalhadas por nosso Estado, em nossa cidade de Maceió?
Onde estão os mais de duzentos inscritos ao curso ofertado pelo NUFOPES?
Onde está a população de nosso Estado, que não busca o que é bom??
Citarei aqui um trecho da música Comida, dos Titãs-(Arnaldo Antunes/Sérgio Brito/Marcelo Fromer) para terminar a minha fala:
[...] “Você tem sede de que?
Você tem fome de que?
A gente não quer só comida,
A gente quer comida, diversão e arte” [...].
Será que a fome dos Alagoanos só se manifesta quando se precisa de CARGA HORÁRIA FLEXÍVEL?? (Hihi!)
Fica aí o meu desabafo e minha indignação...

Flávio disse...

Olá a todos os responsáveis pela construção e a realiação desse evento científico-cultural tão importante para o Esatdo de Alagoas. Fico feliz pela determinação de vocês, por acreditar que por meio das contações de história se pode iluminar as pessoas. Só fico triste e decepcionado com a mentalidade das pessoas, principalmente daqueles que integram o grupo de contadores de história(a turma do FUNOPES 2010), pois os mesmos não apareceram para prestigiá-los.Pergunto-me: que interesse tenho em fazer parte de um grupo e não vivenciá-lo? qual é a minha responsabilidade nesse grupo?
Deixo mais uma coisa: "Tante gente que fazer parte de um grupo de corpo e alma, e quantos estão dentro e não enxergam a beleza que ele é".
Parabéns Luciano,seu trabalho é um fenômeno, és uma grande educador e um extraordinário contador de histórias.